Um milhão e duzentos e cinquenta mil dólares americanos foram doados, em Luanda, pela companhia petrolífera e petroquímica ExxonMobil Foundation, para apoiar esforços da luta contra a malária, incentivo a construção de mais escolas, desenvolvimento das mulheres rurais e preservação da Palanca Negra.

As organizações beneficiárias incluem a Organização de Apoio ao Desenvolvimento de Povo para Povo (ADPP Angola), a Africare/CORE GROUP, a Agência Americana para o Desenvolvimento Internacional (USAID), Kickstart, RiSE International e a Fundação Kissama.

A Esso Angola e a Fundação ExxonMobil, em parceria com os ministérios da Saúde, Educação, Ambientem e Acção Social, Família e Promoção da Mulher apresentaram os fundos às respectivas organizações.

O presidente da ExxoMobil Foundation, Kevin Murphy, afirmou que as contribuições vao permitir a continuação dos projectos comunitários estratégicos nas diversas áreas, em 2019.

De acordo com o responsável, a fundação é o principal meio filantrópico para ajudar no combate a malária e aumentar o acesso aos cuidados primários de saúde, bem como na promoção da mulher como catalisadora para o empoderamento económico e educação avançada.

Desde 2003, a empresa já investiu mais de 30 milhões em programas de saúde, além de mais cinco milhões em outras acções desde 2005.

Para este ano as contribuições serão aplicadas para desenvolver ainda mais as competências agrícolas e a literacia empresarial para mulheres agrícolas.

A preservação da Palanca Negra Gigante foi igualmente referenciada como um contributo de sucesso, para resgatar a simbologia nacional angolana que esteve em vias de extinção.

Fonte: https://mercado.co.ao/