EUA LEVARÁ JOVENS EMPREENDEDORES BRASILEIROS PARA INTERCÂMBIO GRATUITO

EUA LEVARÁ JOVENS EMPREENDEDORES BRASILEIROS PARA INTERCÂMBIO GRATUITO

O Governo dos Estados Unidos está oferecendo bolsas de aprimoramento profissional para jovens empreendedores brasileiros que quiserem passar seis semanas no país recebendo mentorias e criando uma rede de contatos. O programa, batizado de YLAI (Iniciativa Jovens Líderes das Américas) está com as inscrições online abertas até o dia 18 de setembro. A viagem está programada para iniciar em junho do ano que vem.

Entre os critérios de elegibilidade para o programa estão ter entre 25 e 35 anos e possuir pelo menos dois anos de experiência ligada ao empreendedorismo. Falar fluentemente o inglês também é necessário, mas não é preciso apresentar nenhum certificado de proficiência na língua.

Ao todo, 280 bolsas serão distribuídas. Desde o início do programa, sete curitibanos foram selecionados para participar do YLAI, ocupando o posto da cidade que mais enviou jovens líderes para o intercâmbio.

Além de uma inscrição detalhando qual é o seu negócio, planos de carreira e o perfil de empreendedor, os interessados também terão que participar de uma entrevista online com os mentores do programa e membros do consulado americano no Brasil, antes do aceite.  O resultado será divulgado até janeiro de 2020.”

Além de passagens internacionais e domésticas, hospedagem e alimentação, os custos com a retirada do visto de estudos também será arcado pelo governo norte-americano.

Benefícios

Em uma apresentação especial sobre o programa em Curitiba, na última quinta-feira (22), Stephen Stark, Cônsul Diretor da Seção de Imprensa, Educação e Cultura, explicou que a intenção do programa é formar lideranças empreendedoras, principalmente nas áreas sociais e estimular parcerias comerciais.

“Nós como americanos, enxergamos que as soluções para os problemas passam pelo mercado”, explicou aos interessados.

Durante as seis semanas de imersão na cultura empreendedora de lá, os estudantes terão contato com outros profissionais, agentes governamentais e legislativos, além de realizar apresentações de suas empresas para uma série de investidores e parceiros comerciais. Os estudantes também são convidados a realizar uma espécie de estágio em empresas locais, de um das 25 cidades americanas participantes do programa, trocando informações sobre negócios de ambos países.

Após o retorno, os participantes também ingressam numa comunidade de ex-alunos do mundo todo onde perpetuam os contatos e estabelecem novas parcerias.

“É um divisor de águas, tanto profissionalmente, como pessoalmente”, contou Paloma Lecheta, empresária que participou do programa no ano passado.

“Repensar os Estados Unidos, saindo daquele eixo Vale do Silício, mudou a forma como eu fazia negócios. A relação que desenvolvemos com embaixadas, consulados e colegas de profissão continua até hoje gerando oportunidades para mim e para a minha empresa”, declarou a fundadora do PeaceLabs, uma empresa de tecnologia que monitora projetos sociais.

De acordo com a organização do programa, todos os anos, entre 2,5 mil e 4 mil pessoas do mundo todo se inscrevem para tentar uma das 280 vagas do programa.

Fonte: Gazeta do Povo.

GRUPO +UNIDOS MARCA PRESENÇA EM ENCONTRO REALIZADO NO DIA INTERNACIONAL DA JUVENTUDE

GRUPO +UNIDOS MARCA PRESENÇA EM ENCONTRO REALIZADO NO DIA INTERNACIONAL DA JUVENTUDE

Todo dia 12 de agosto comemora-se Dia Internacional da Juventude, data oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU). Todos os anos é proposto um tema para ser debatido mundialmente, e os jovens são encorajados a realizar atividades e eventos em torno do assunto. Para este ano, o tema escolhido pela ONU foi “Transformando a Educação”.

Em 2019, os jovens brasileiros quebraram o recorde mundial de engajamento juvenil. Foram mais de 100 eventos em todo o Brasil dedicados a levar as pautas pertinentes às juventudes a um outro patamar — aquele onde todos podem e devem participar das discussões e soluções.

Precisamente, aconteceram 154 eventos no país inteiro, ultrapassando cinquenta vezes mais o recorde brasileiro e quase três vezes mais o recorde mundial, que antes pertencia à Nigéria. Para demonstrar a grandeza do engajamento dos jovens brasileiros, no ano passado aconteceram 302 eventos ao redor do mundo inteiro, menos que o dobro da marca alcançada pelo Brasil em agosto deste ano.

Motivado pelo IYD Brasil, o Em Movimento, por ser uma rede de organizações que trabalham em prol das juventudes, resolveu integrar este movimento internacional, organizando uma atividade em parceria com o Porvir. A proposta foi reunir um grupo de pessoas para debater o que se sabe sobre a(s) juventude(s), quais questões as perpassam com urgência e quais sonhos as movimentam.

O Grupo +Unidos marcou presença no Happy Hour “O que sabemos sobre juventude(s)?”, fazendo parte deste movimento potente, diverso, que possibilitou muitas trocas e geração de conhecimento sobre as demandas das juventudes.

Saiba mais sobre as outras organizações que contribuíram com o debate:

Em Movimento: Uma rede é composta pelas organizações Ashoka Brasil, Instituto Elos, Arapyaú, Arymax, Impact Hub, Historiorama e +Unidos. Tem como intuito compreender cada vez mais os muitos contextos em que os jovens brasileiros estão inseridos. Realizam este trabalho a partir de três pilares: construção de inteligência coletiva, mobilização de jovens e articulação.

Porvir: O Porvir é uma iniciativa de comunicação e mobilização social que mapeia, produz, difunde e compartilha referências sobre inovações educacionais para inspirar melhorias na qualidade da educação brasileira e incentivar a mídia e a sociedade a compreender e demandar inovações educacionais.

Pacto pela Democracia: uma iniciativa da sociedade civil brasileira voltada à defesa e ao aprimoramento da vida política e democrática no Brasil. Formado por um arco amplo e plural de organizações, movimentos e atores relevantes na sociedade, o Pacto busca afirmar um espaço comum para a expressão do compromisso de resgatarmos e aprofundarmos práticas e valores democráticos diante dos inúmeros desafios que temos enfrentado ao longo dos últimos anos no país.

EDUCAFRO: A EDUCAFRO tem a missão de promover a inclusão da população negra (em especial) e pobre (em geral), nas universidades públicas e particulares com bolsa de estudos, através do serviço de seus voluntários/as nos núcleos de pré-vestibular comunitários e setores da sua Sede Nacional, em forma de mutirão. 

Engajamundo: Através de formações, mobilização e ações de ativismo, se dedica a empoderar a juventude brasileira para compreender, participar e incidir em processos políticos internacionais. Reivindica também mais acesso e representação da juventude nestes processos, para que os jovens tenham cada vez mais espaço para articular suas demandas em todos os âmbitos políticos.

Aporé Educação: Negócio Social (setor 2.5), que tem como visão, construir um Brasil capaz de reinventar-se, estimulando a diversidade e a singularidade de cada indivíduo e transformando os jovens de hoje em profissionais conectados com os seus potenciais em suas organizações, líderes conscientes de seu papel na sociedade e impulsionadores de inovação e resultados de impacto positivo no futuro.

Girl Up: Movimento global de líderes jovens empoderadas que defendem a igualdade de gênero. Através do treinamento de desenvolvimento de liderança, a Girl Up oferece às meninas os recursos e a plataforma para iniciar um movimento de mudança social onde quer que estejam.

Núcleo de Jovens Políticos: Coletivo que debate as Políticas Públicas voltadas para a periferia, através da articulação da juventude e ações nas comunidades de SP e redondezas.

OLIMPÍADA DE INGLÊS PROMOVE APRENDIZADO DO IDIOMA ALINHADO À BNCC

OLIMPÍADA DE INGLÊS PROMOVE APRENDIZADO DO IDIOMA ALINHADO À BNCC

Um levantamento feito pelo British Council mostrou que apenas 5,1% da população brasileira sabe se comunicar em inglês e apenas 1% tem fluência no idioma, um problema que impede que milhões de crianças e jovens tenham oportunidades de ter acesso a empregos bem remunerados, estudar em outros países e conhecer outras culturas.

Em uma tentativa de reverter esse cenário e incentivar professores e estudantes brasileiros a aprenderem e praticarem o inglês, a EduSim, uma startup de Nova York com sede no Brasil, vai realizar a primeira Olimpíada de Inglês.

Os jogos acontecem entre 2 e 27 de setembro, realizados em parceria com a Embaixada Americana, o Conselho Nacional de Secretários da Educação (Consed) e a NOVA ESCOLA e o objetivo é incentivar a aprendizagem do inglês no país. O evento é gratuito, conta com premiação para professores e alunos do Ensino Fundamental 2 e Ensino Médio.

Os jogos vão levar conteúdo de inglês alinhados à Base Nacional Comum Curricular (BNCC) por meio da tecnologia de aprendizagem ChatClass, que funciona totalmente no WhatsApp, sem necessidade de baixar outro aplicativo. Os estudantes poderão praticar a escrita, escuta e a fala do idioma por meio da ferramenta. E os professores poderão acompanhar o progresso de suas turmas. A ferramenta usa inteligência artificial para ajudar estudantes e professores a aprenderem e ensinarem o inglês de forma personalizada.

As inscrições para a Olimpíada de Inglês 2019 podem ser feitas pelo site dos jogos.

A competição vai ter uma fase única e diariamente os estudantes vão receber, através do ChatClass, novos exercícios que valem pontos. Além disso, há atividades em grupo que os professores podem realizar em sala de aula com suas turmas, também com pontuação.

Fonte: Nova Escola.

EVENTO GRATUITO REÚNE JOVENS COM MELHORES JURISTAS DO BRASIL

EVENTO GRATUITO REÚNE JOVENS COM MELHORES JURISTAS DO BRASIL

A nova geração de advogados do Brasil tem uma chance única de se conectar, gratuitamente, com os melhores e maiores escritórios de advocacia do Brasil. A Fundação Estudar abriu as inscrições para o processo seletivo da “Conferência Na Prática Jurídica”, evento da organização sem fins lucrativos que aproxima jovens talentos com as organizações mais promissoras do país.

Este evento é voltado para jovens cursando universidades de Direito e recém-formados, sendo que os selecionados terão acesso a representantes de recrutadores de grupos como Demarest, Trench Rossi Watanabe, Mattos Filho, Machado Meyer, além de departamentos jurídicos de bancos.  

O prazo para os interessados se inscreverem vai até o dia 2 de setembro. Ao todo, participarão 300 jovens que, antes de serem selecionados, precisam realizar testes de perfil e de lógica. Essa avaliação, ao final, gera uma espécie de “match” profissional, direcionando os escolhidos aos potenciais empregadores que mais combinem com suas características.

“A Fundação escolhe os participantes a partir do histórico pessoal, profissional e acadêmico. Levamos em consideração os projetos que eles desenvolveram durante os estudos, as pesquisas e também participação em organizações estudantis”, explica Tito Ferraz, supervisor de Produto da Fundação Estudar.

No dia do evento, haverá ainda um momento em que alguns participantes, previamente escolhidos, farão um pitch e terão dois minutos para “vender seu peixe” para os recrutadores das organizações presentes.

Serviço: Conferência Na Prática Jurídica

Data: 29 de outubro de 2019

Horário: das 8h às 18h

Local: São Paulo, local à confirmar.

Inscrições: http://bit.ly/2YKlWpt. 

Sobre o Na Prática

O Estudar Na Prática é uma iniciativa da Fundação Estudar que apoia o desenvolvimento pessoal e profissional de jovens, conectando-os ao mercado por meio de cursos, conferências e conteúdo digital gratuito. Mais informações: https://napratica.org.br  

Sobre a Fundação Estudar

A Fundação Estudar contribui para a formação das futuras lideranças transformadoras do Brasil por meio do estímulo à experiência acadêmica de excelência e do apoio ao desenvolvimento pessoal e profissional dos jovens. Mais informações: www.estudar.org.br

ESTUDANTES BRASILEIROS CRIAM FILTRO PARA ASTRONAUTAS DA ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL

ESTUDANTES BRASILEIROS CRIAM FILTRO PARA ASTRONAUTAS DA ESTAÇÃO ESPACIAL INTERNACIONAL

Uma equipe de estudantes de Santa Catarina desenvolveu um filtro de água que foi enviado à Estação Espacial Internacional (ISS), onde será submetido a testes pela tripulação de astronautas do laboratório orbital, que está 340 km acima da superfície terrestre.

O experimento foi enviado por um foguete da SpaceX, de Elon Musk.

Trata-se de uma invenção de quatro alunos do segundo ano do ensino médio do Instituto Federal de Santa Catarina do Campus Xanxerê: Isabela Battistella, Ricardo Cenci, ambos de 18 anos, Renata Müller e Roberta Debortoli, ambos de 17.

O projeto foi conduzido pela Missão Garatéa, com o apoio do Instituto TIM, que prepara alunos de escolas públicas e particulares brasileiras para o Student Spaceflight Experiments Program (SSEP), concurso internacional que seleciona criações de estudantes para voarem até a ISS.

Roberta explica que o filtro de água desenvolvido tem funcionamento semelhante ao filtro de barro brasileiro: com carvão ativado como agente filtrante. No entanto, como no espaço a força da gravidade é menor do que na Terra, foi necessário adaptar o mecanismo.

“Nosso experimento utiliza a capilaridade, um fenômeno físico que substitui a gravidade no processo de filtração”, afirma a aluna. “A capilaridade causa tensão superficial em tubos finos, ou seja, ela une as moléculas do líquido e faz com que os fluidos se desloquem ainda que estejam em baixa força gravitacional.”

Teste de filtragem

O filtro enviado à ISS é um protótipo não-finalizado que consiste em um tubo de silicone bem pequeno, de apenas 17 cm de comprimento.

A ideia dos estudantes é testar a possibilidade de filtragem de água no espaço a partir de uma solução de azul de metileno. Em vez da solução ser filtrada de cima para baixo, como na Terra, na Estação Espacial Internacional seria de baixo para cima.

Estudantes brasileiros criam filtro astronautas Estação Espacial Internacional
Estudantes brasileiros criam filtro para astronautas da Estação Espacial Internacional

“O que os astronautas fazem lá na Estação Espacial Internacional é abrir um grampo e chacoalhar o experimento para garantir que a solução contate o carvão ativado e possa ser filtrada”, descreve Roberta.

Lucas Fonseca, diretor da Missão Garatéa, conta que o “filtro” foi enviado junto com comida de astronauta e todos os suprimentos científicos necessários para a tripulação da ISS no dia 25 de julho.

“O experimento já foi feito e estamos esperando o retorno. Ele fica funcionando por um mês e até o final do ano deve retornar à Terra”, conta o engenheiro espacial.

O próximo experimento vencedor deve ser enviado à ISS em 2020.

Você conhece o VOAA? VOAA significa vaquinha online com amor e afeto. E é do Razões! Se existe uma história triste, lutamos para transformar em final feliz. Acesse e ajude a mudar histórias.

Fonte: Razões para Acreditar e SNB/Fotos: Reprodução/Galileu