• Português
  • English

MERCADO LIVRE E GLOBANT VÃO DAR 2.500 BOLSAS PARA CURSO DE TECNOLOGIA



Nesta terça-feira, 9, o Mercado Livre e a Globant lançaram junto com a escola Digital House o curso Certified Tech Developer. As duas companhias de tecnologia vão financiar 2.500 bolsas de estudo na América Latina – 700 delas apenas no Brasil.

A primeira turma do curso, que começa em maio, será exclusivamente para bolsistas. E as primeiras 250 bolsas de estudo vão priorizar mulheres, pessoas não-binárias, negros e ex-alunos do ensino público.

Além das bolsas, o objetivo é que o programa das suas empresas com a Digital House alcance 10 mil jovens na América Latina.

Para Fernando Yunes, Líder do Mercado Livre no Brasil, a iniciativa vem para contribuir com a alta demanda de profissionais no mercado e também para diminuir a desigualdade no setor.

“O Mercado Livre é a maior empresa de tecnologia da América Latina, já temos 5 mil devs na região e a necessidade de crescimento é constante. Além disso, existe um fator social aí, por isso 50% de todas as bolsas serão para mulheres e outras minorias”, comenta ele.

O curso tem duração de dois anos, será online e com aulas ao vivo. Segundo o CEO da Digital House, Sebastian Mackinlay, os alunos sairão curso prontos para entrar e prosperar no mercado de tecnologia. A metodologia da escola digital é de aprendizado na prática, com professores inseridos no mercado ajudando os alunos a realizar projetos.

Após o curso, o CEO fala que os alunos sair do curso e já entrar direto em carreiras nas áreas de dados, qualidade, desenvolvimento front-end e back-end, entre outras.

“A área de tecnologia é a que mais gera oportunidades de trabalho no mundo todo, mas temos um déficit crescente de mão de obra. Menos de 20% dos jovens seguem carreiras de tecnologia e ciências exatas”, comenta Alexandre Thomaz, Managing Director da Globant Brasil.

Para ele, é importante trazer os jovens para a área e estimular a inserção deles no mundo digital. Thomaz destaca que o curso não vai exigir nenhuma experiência prévia com linguagens de programação ou qualquer outro requisito.

Para tentar as bolsas de estudo na primeira turma, só é necessário ter se formado no ensino médio. As inscrições estão abertas até o dia 14 de abril pelo site.

O lançamento foi feito durante o Tech Talks, evento online com presença dos executivos das três empresas e do empreendedor social Edu Lyra, da Gerando Falcões. E ele destacou o valor que o curso trará para jovens de baixa renda ao ensinar habilidades socioemocionais.

“Às vezes, pessoas que vieram de outras realidades foram muito machucadas por circunstâncias difíceis. Ter um acolhimento humano, compreensível e com encaminhamento de habilidades para a vida junto com as habilidades computacionais é fundamental para chegar lá”, disse.

 

Por Luísa Granato, da Exame. Postado em 09/02/2021

Assine nossa Newsletter

    Logo +Unidos
    Youtube Flickr Linkedin Facebook ...