• Português
  • English

MICROSOFT E APPLE TRABALHAM JUNTAS EM NOVO PADRÃO PARA DISPLAYS BRAILLE



[et_pb_section bb_built=”1″ background_color=”#e6e6e6″ custom_padding=”108px|0px|9px|0px” _builder_version=”3.0.65″ next_background_color=”#000000″][et_pb_row _builder_version=”3.0.47″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat” custom_padding=”23.1094px|0px|16px|0px”][et_pb_column type=”3_4″][et_pb_post_title categories=”off” comments=”off” _builder_version=”3.0.65″ title_font=”|on|||” title_font_size=”27px” title_font_size_phone=”27px” title_font_size_last_edited=”on|phone” title_text_color=”#132c66″ /][et_pb_text _builder_version=”3.2.2″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat”]

O grupo USB Implementers Forum, formado por grandes empresas de tecnologia como Apple, Microsoft e Google, anunciou nesta quinta-feira um novo padrão de dispositivo de interface humana USB (ou USB HID, na sigla em inglês) para displays Braille. A notícia “representa um passo rumo à melhor acessibilidade para pessoas que são cegas ou têm pouca visão” porque deve tornar mais fácil usar um aparelho do tipo em diferentes sistemas operacionais e hardwares, segundo a própria organização.

Os displays Braille — também chamados de linhas Braille — não são telas no sentido mais popular da palavra, e sim dispositivos compostos por uma fileira de células Braille eletrônicas, usados para transformar o conteúdo exibido pelo PC ou por outro equipamento eletrônico em informação tátil. Os pinos das células se movem dinamicamente para representar o que está escrito em linhas de texto, identificadas com ajuda de algum software leitor de tela que seja compatível com o aparelho.

A ideia do novo padrão é tornar a instalação de um equipamento do tipo mais simples, para que os usuários precisem apenas ligá-los ao hardware desejado, esteja ele rodando Windows, Mac, Linux, Android ou iOS. Hoje, displays Braille precisam de softwares e drivers customizados, “criados para um sistema ou um leitor de tela específico”, segundo a USB-IF, o que representa uma dificuldade a mais na instalação.

Com um padrão definido, agora é só uma questão de tempo até que as fabricantes comecem a produzir novos equipamentos compatíveis — o que, na visão da Microsoft, deve acontecer até o começo do ano que vem.

Fonte: olhardigital.com.br

[/et_pb_text][et_pb_post_nav _builder_version=”3.0.65″ title_text_color=”#132c66″ /][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_4″][et_pb_sidebar area=”sidebar-1″ _builder_version=”3.0.65″ /][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section][et_pb_section bb_built=”1″ background_color=”#e6e6e6″ custom_padding=”12px|0px|0px|0px” _builder_version=”3.0.65″ prev_background_color=”#000000″][et_pb_row custom_padding=”10px|0px|0px|0px” _builder_version=”3.0.65″][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_comments _builder_version=”3.0.65″ custom_button=”on” button_border_width=”1px” button_border_radius=”0px” button_on_hover=”off” button_border_color_hover=”#132c66″ /][et_pb_divider color=”#132c66″ show_divider=”on” divider_style=”solid” divider_position=”bottom” divider_weight=”1px” _builder_version=”3.0.64″ global_module=”5886″ saved_tabs=”all” /][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Assine nossa Newsletter

Logo +Unidos
Youtube Flickr Linkedin Facebook ...