• Português
  • English

SEIS EM CADA DEZ MORTES POR CORONAVÍRUS EM SP SÃO NA PERIFERIA



A cada 10 mortes por coronavírus na cidade de São Paulo, 6 são de moradores dos bairros de periferia. Há exatamente um mês, quando os distritos mais afastados do centro começaram a registrar óbitos por Covid-19, os números cresceram consideravelmente. As informações são do repórter Lucas Jozino, da Rádio Bandeirantes.

Neste momento, os bairros mais pobres são responsáveis por 63% das mortes na capital paulista. O secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido, considera uma série de fatores responsáveis pelas mortes nessas regiões.

“É uma tendência. O índice de isolamento social nessas regiões é baixo e, por outro lado, a superlotação nos hospitais já é realidade”, afirmou o secretário.

O distrito da Brasilândia, na zona norte, continua liderando o número de óbitos por coronavírus na cidade, com 123 registros. Na sequência, Sapopemba, zona leste, que já registrou 118 mortes.

O bairro da Cachoeirinha, zona norte, ao lado da Brasilândia, estava na oitava colocação, no último levantamento. Em seis dias, o distrito contabilizou 24 mortes, e é o terceiro bairro de São Paulo com mais óbitos por coronavírus.

Depois, aparecem Grajaú, zona sul, com 86 mortes (21 em apenas seis dias) e São Mateus, na zona leste, com 83.

Os bairros que têm menos casos são Marsilac, na zona sul, com 4 mortes, Jaguara, zona oeste, com 7, e Barra Funda, também na zona oeste com 9.

A zona leste, a mais populosa de São Paulo, lidera o número de óbitos: são 1711, seguida pela zona norte, com 1006.

A zona sul contabiliza 710, a zona oeste, 603, e o centro 466 mortes confirmadas e suspeitas por covid-19. Todos esses dados são da Prefeitura de São Paulo.

Fonte: Rádio Bandeirantes.

Assine nossa Newsletter

Logo +Unidos
Youtube Flickr Linkedin Facebook ...