• Português
  • English

SISTEMA EDUCACIONAL INOVADOR É DEBATIDO EM REUNIÃO ENTRE PREFEITURA E MICROSOFT



[et_pb_section bb_built=”1″ background_color=”#e6e6e6″ custom_padding=”108px|0px|9px|0px” _builder_version=”3.0.65″][et_pb_row _builder_version=”3.0.47″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat” custom_padding=”23.1094px|0px|16px|0px”][et_pb_column type=”3_4″][et_pb_post_title categories=”off” comments=”off” _builder_version=”3.0.65″ title_font=”|on|||” title_font_size=”27px” title_font_size_phone=”27px” title_font_size_last_edited=”on|phone” title_text_color=”#132c66″ /][et_pb_text _builder_version=”3.0.77″ background_size=”initial” background_position=”top_left” background_repeat=”repeat” background_layout=”light” border_style=”solid”]

Prefeitura de Cuiabá e a empresa Microsoft definiram nesta semana os principais pontos para a implantação, na prática, do sistema de comunicação, gestão e acompanhamento educacional em ambiente virtual. Os detalhes foram estabelecidos em reunião realizada com o secretário municipal de Educação, Rafael Cotrim (PTB), com secretário extraordinário dos 300 anos, Júnior Leite, com a secretária municipal de Gestão, Ozenira Félix, e com os representantes da empresa, Antônio Moraes e Ronney Rios, ocorrida no Palácio Alencastro.

A parceria com a multinacional de tecnologia e informatica é fruto de uma articulação do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (PMDB), realizada durante sua viagem aos Estados Unidos. A atuação do gestor foi fundamental para o fechamento de um convênio no valor estimado de R$ 13 milhões, que serão repassados em forma de doação de softwares e o acesso gratuito, para professores e alunos, a diversos programas educacionais. Cuiabá foi segunda cidade brasileira a firmar esse tipo de acordo em 2017, permitindo investimentos nas áreas da educação e tecnologia.

Durante o encontro entre o secretariado municipal e os diretores da empresa, ficou decidido que, por conta do grande número de servidores da Educação, a proposta será executada em etapas. A primeira fase, permitirá que a comunicação entre servidores, gestores e Secretaria seja mais objetiva, rápida e eficaz. Tudo isso em ambiente corporativo virtual que, ao ser implantado, possibilitará a interação e troca de conhecimentos, por meio da participação de fóruns de discussão, além de baixar conteúdos e aplicativos inerentes à profissão.

Já a segunda fase de trabalho será a mais decisiva, pois se trata do uso de um software específico para a área de aprendizagem. Tal sistema servirá como ferramenta pedagógica a professores e estudantes na rede municipal de Educação. Ela permitirá que a comunidade pedagógica visualize e edite conteúdos de aula online. Desta forma, além de servir para que os pedagogos possam acompanhar a evolução cognitiva gradual do aluno, também permite traçar um perfil sócio-educativo dos mais de 50 mil estudantes da rede. A inserção da tecnologia no campo da educação serve para otimizar o trabalho e tempo prestados dentro de sala de aula, desde a chamada, até resultados de avaliação ao longo do ano letivo.

O secretário Cotrim, avaliou como positiva a iniciativa e reforçou que os resultados almejados serão transformadores. “O servidor e a gestão publica precisavam disso, pois nós ainda estamos muito carentes, em matéria de tecnologia. Aliando inovação e Educação, alcançaremos resultados bem próximos daquilo que queremos para a Cuiabá dos 300 anos. Sem contar que, na Educação, tempo e praticidade são muito valorizados, uma vez que você padroniza e informatiza todo o sistema de trabalho, permitindo que os profissionais tenham mais tempo para realizar atividades que são realmente inerentes à prática educacional”, frisou.

O diretor de Educação da Microsoft, Antônio Moraes, reforçou que é necessário um treinamento e adaptação eficazes, para se obter a eficiência nas ações. “Nosso trabalho é oferecer uma ferramenta moderna, prática e que seja inclusiva no modo de trabalho. Mas, para que obtenhamos os resultados necessários, por meio desta nova ferramenta, antes, é preciso garantir que a antiga ferramenta tenha sido excluída por completo e que a nova tenha sido dominada com sucesso. Assim se consegue garantir a continuidade nos resultados”, explicou. (Com Assessoria)

Fonte: http://www.rdnews.com.br

[/et_pb_text][et_pb_post_nav _builder_version=”3.0.65″ title_text_color=”#132c66″ /][/et_pb_column][et_pb_column type=”1_4″][et_pb_sidebar area=”sidebar-1″ _builder_version=”3.0.65″ /][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section][et_pb_section bb_built=”1″ background_color=”#e6e6e6″ custom_padding=”12px|0px|0px|0px” _builder_version=”3.0.65″][et_pb_row custom_padding=”10px|0px|0px|0px” _builder_version=”3.0.65″][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_comments _builder_version=”3.0.65″ custom_button=”on” button_border_width=”1px” button_border_radius=”0px” button_on_hover=”off” button_border_color_hover=”#132c66″ /][et_pb_divider color=”#132c66″ show_divider=”on” divider_style=”solid” divider_position=”bottom” divider_weight=”1px” _builder_version=”3.0.64″ global_module=”5886″ saved_tabs=”all” /][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

Assine nossa Newsletter

Logo +Unidos
Youtube Flickr Linkedin Facebook ...